Pós em Letras Ufpe

Pós em Letras Ufpe
Teses e Dissetações
Acesse nosso Banco Digital
de Teses e Dissertações

Letras Digitais
Acesse o website do
Projeto Letras Digitais

Teses e Dissetações
Acesse o website da
Revista Investigações

Informativo PPGL/Ufpe
Receba nossos informes
direto em sua caixa postal. Digite seu e-mail no campo abaixo:



www.flickr.com
 
   
 
Pesquisa » NÚCLEOS
   
 
NURC - Norma Urbana Culta

Fundação
O Projeto da Norma Linguística Urbana Culta foi criado, em âmbito nacional, em 1969, com a indicação dos coordenadores para as cinco cidades em que se desenvolveria o projeto, selecionadas de acordo com os seguintes critérios: ter pelo menos um milhão de habitantes e estratificação social suficiente para atender às exigências do projeto. A coordenação do projeto no Recife coube ao professor José Brasileiro Tenório Vilanova, titular de Língua Portuguesa na Universidade Federal de Pernambuco. No Recife, os trabalhos começaram oficialmente em 1971, com a seguinte equipe: Amara Cristina de Barros e Silva Botelho, Adair Pimentel Palácio, Edileuza dos Santos Dourado, Eneida Martins de Oliveira, Glécia Benvindo Cruz, José Ricardo Paes Barreto, Maria Núbia da Câmara Borges e Maria da Piedade Moreira de Sá. O Projeto NURC se insere na linha de pesquisa “Análise Sócio-Pragmática do Discurso, do PPGLetras.

Objetivo
O Projeto de Estudo da Norma Linguística Urbana Culta (Projeto NURC) tinha inicialmente o objetivo de documentar e descrever a norma objetiva do português culto falado em cinco capitais brasileiras: Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Recife. A partir de 1985, considerando as novas tendências de análise Linguística, ampliou-se o escopo do projeto, no sentido de abraçar outros aspectos, tais como: análise da conversação, análise da narrativa, análise sócio-pragmática do discurso e outros.

Infraestrutura
O NURC-RE funciona numa sala ampla, situada no prédio do Centro de Artes e Comunicação (CAC) com um pequeno acervo de livros, teses e dissertações, uma bancada com dois computadores ligados à internet e uma impressora multifuncional, além de dois gravadores de rolo (já bastante antigos). Possui um ambiente para reuniões de pesquisa e três pequenas salas para os pesquisadores. Embora modestos, os recursos são suficientes para que se possa ir levando adiante a pesquisa.

Pesquisadores atuais
•Ana Maria de Araújo Lima
•Dóris de Arruda Carneiro da Cunha
•Maria da Piedade Moreira de Sá
•Miguel José Alves de Oliveira Junior
•Rose Mary do Nascimento Fraga

Participação Discente (em fluxo contínuo)
Duas bolsistas de Iniciação Científica.

Repercussões

• Produção científica:
O NURC-RE já produziu grande número de trabalhos apresentados em congressos nacionais e internacionais, além de publicações em anais de congresso, em livros e revistas científicas. O material coletado pelo Projeto tem sido utilizado em aulas da graduação e da pós-graduação em Letras. Já foram publicados dois volumes contendo amostras de entrevistas do tipo DID (diálogo entre informante e documentador), volume 1 e do tipo EF (elocução formal: aulas, palestras, etc.) volume 2. Essas publicações, bem como os registros sonoros fazem parte, atualmente, do acervo de algumas bibliotecas brasileiras e estrangeiras. O acervo do Projeto NURC-RE consta de 346 inquéritos, 417 informantes e aproximadamente 290 horas de gravação. Por fim, o material que constitui o acervo do NURC já serviu de corpus a teses de doutorado e dissertações de mestrado.

• Formação de Recursos Humanos
Apesar das dificuldades enfrentadas pelo Projeto, sobretudo nos primeiros anos da pesquisa, para a concessão de bolsas pela PROPESQ e pelo CNPq, os bolsistas de aperfeiçoamento e de iniciação científica que já trabalharam no NURC-RE somam um total de aproximadamente 60 pesquisadores-estagiários, dos quais grande parte continuou seus estudos de pós-graduação em universidades brasileiras ou estrangeiras. Temos atualmente cinco ex-bolsistas doutores e quinze mestres, dos quais alguns já se encontram cursando o doutorado.

Principais Linhas de Pesquisa

1. Análise da Narrativa: estudo de narrativas inseridas na conversação (entrevistas), sob diferentes aspectos, tais como: organização interna, características e função, com especial atenção ao papel desempenhado pela avaliação, na terminologia de Labov. Observa-se como as narrativa se vinculam à ou se encaixam na conversação.

2. Análise Crítica do Discurso: Estudo dos aspectos discursivos e ideológicos presentes nas entrevistas (DID, D2, EF). São considerados também os aspectos argumentativos e pragmáticos, a intertextualidade e a organização interacional e sintática.

3. A metalinguagem na conversação: análise dos aspectos formais, discursivos, culturais e ideológicos da conversação. A metalinguagem será estudada como uma manifestação de intertextualidade, o que alarga o campo de abrangência do fenômeno e amplia o espectro de possibilidades de suas realizações e funções.

4. Relações intra-oracionais na conversação. Análise das funções textual-discursivas desempenhadas pela combinação das orações, no texto conversacional.

Projetos individuais em andamento
A metalinguagem na conversação: aspectos discursivos (Sá)
Aspectos pragmático-discursivos da narrativa (Sá)
A metalinguagem na conversação: aspectos formais (Lima)
A metalinguagem na conversação: aspectos ideológicos e culturais (Fraga)

Publicações Recentes
As publicações aqui relacionadas são referentes aos três últimos anos. Incluem apresentações em congressos, publicações em anais, em revistas e em livros.

• 2004. SÁ, Maria da Piedade Moreira de. Estrutura e natureza da narrativa na conversação. Boletim Informativo, n.32. Maceió: UFAL. Apresentado no XIX Encontro Nacional da Anpoll, na Universidade Federal de Alagoas.

• 2005. SÁ, M.P.M. de, LIMA, A. M. de A., CUNHA, D. de A. C. OLIVEIRA JUNIOR, M. A. (orgs) A linguagem Falada Culta na Cidade do Recife: materiais para seu estudo. V.2. Recife: Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPE.

• 2005. LIMA, Ana Maria de Araújo. Função textual-discursiva das orações adverbiais sem matriz. Veredas - Revista de Estudos lingüísticos. V.8, n.1, jan/dez, 2005 (ano de publicação). p. 53-62.

• 2003. CUNHA, D.A.C. A produção de sentido na fala e na escrita. Revista do GELNE. UFC. V.3. p. 27-32.

• 2004. OLIVEIRA JR., M. , CUNHA, D.A.C. Prosody as marker of direct reported speech boundery. In: Proceedings of the 2nd International Conference on Speech Prosody. p. 363-266.

Planos para o futuro:
(1) digitalizar o material sonoro;
(2) coletar novos dados, tendo em vista o tempo em que as últimas gravações foram feitas;
(3) coletar material escrito com o objetivo de cotejar a realização de determinados fenômenos nas duas modalidades: escrita e oral;
(4) publicar o volume dos diálogos entre dois informantes (D2);
(5) publicar uma coletânea de trabalhos que tenham como corpus o material do NURC-RE.


   
Contatos
LINKS
UFPE Digital
PROPESQ
2010 © Programa de Pós-Graduação em Letras - UFPE - Tel/Fax: 81 2126.8767 - E-mail: ufpe.pgletras@gmail.com